Cada Brasileiro consome 7,3 litros de veneno por pessoa ao ano

Os agrotóxicos são justamente isso: produtos tóxicos altamente nocivos para a saúde.

Em um único alimento, ingerimos diversos agrotóxicos. Além disso, ingerimos diariamente e durante a vida inteira!

Nosso organismo não tem a capacidade de eliminar muitos deles, que vão se acumulando no corpo. Essa exposição contínua tem efeitos tão graves que nem mesmo a ciência conhece a dimensão do estrago que pode causar na saúde.

Já está comprovado através de pesquisas que agrotóxicos podem causar:

Fonte: Dossiê Abrasco, 2015

  • Problemas neurológicos, motores e mentais
  • Distúrbios de comportamento
  • Problemas reprodutivos e na produção de hormônios sexuais
  • Distúrbios hormonais diversos (efeitos comprovados nas glândulas hipófise, tireoide, suprarrenais, mamas, ovários e testículos)
  • Menor fertilidade
  • Baixa imunidade
  • Puberdade precoce
  • Má formação fetal
  • Aborto
  • Doença de Parkinson
  • Endometriose
  • Atrofia dos testículos
  • Câncer de diversos tipos

Metais pesados ou tóxicos

São elementos químicos, que quando atingem níveis patológicos, se tornam extremamente maléficos. A medicina convencional tem reconhecido o quanto fazem mal a saúde.

Além de permanecerem nos vasos sanguíneos, se alojam no interior das células dos órgãos como o fígado, pulmão, ossos, cérebro, músculos, dentes, etc., impossibilitando dessa forma, sua detecção através de exames laboratoriais tradicionais.

As intoxicações são adquiridas principalmente por agrotóxicos, como herbicidas, fungicidas, inseticidas, etc., que são usados no combate das pragas nas lavouras.

Sintomas:

Dores musculares crónicas, fadiga, insônia, redução da memória, mal de Alzheimer, expulsa o cálcio dos ossos (osteoporose), problemas nos sistemas respiratório, cardiovascular e nervoso, alergias de pele. Atinge as glândulas sudoríparas e salivares, tireoide, pulmões, pâncreas, fígado e rins.

Como posso me desintoxicar?

Antigamente somente com internamento e aplicação de quelanto, injetado e era expelido pela urina e fezes. Hoje temos eficientes equipamentos como o emissor multifrequencial -RIFE, e o Hidrovitalis que anulam as frequências dos metais em pouco mais de 1 hora confortavelmente sentados.

Com a vida moderna, não há como fugir, temos que fazer desintoxicação periódica, ao menos uma vez ao ano, para desfrutar de uma boa saúde e ter qualidade de vida.

Fernando Salazar Bañol

Renascedor e Constelador

Categorizados em:

Este artigo foi escrito porBemViver

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *